Oral hygiene

Higiene Oral

Higiene oral para um hálito fresco

É do conhecimento geral que é necessário escovar os dentes para evitar as cáries e reforçar a saúde oral. Mas sabia que uma higiene oral correcta também é fundamental para manter um hálito fresco? Ao contrário do que se pensa, o mau hálito tem geralmente origem na cavidade oral e não no estômago. O odor provém das bactérias que decompõem os restos de comida e as proteínas que ficam entre os dentes, nas bolsas periodontais e no fundo da língua. À medida que os alimentos se vão decompondo, as bactérias libertam os chamados gases sulfurados que saem no ar expirado e são percecionados como mau hálito. É por isso que escovar os dentes, passar o fio dental e enxaguar a boca com um elixir devem fazer parte da sua rotina de higiene oral para ter um hálito fresco e uma ótima saúde oral.

Instruções para a higiene oral: Cuidados a ter para garantir um hálito fresco e uns dentes saudáveis

O primeiro passo para um hálito fresco é escovar os dentes, pelo menos, duas vezes por dia. Escolha uma escova suave e uma pasta de dentes com flúor. Depois de escovar os dentes ou, pelo menos, uma vez por dia, passe o fio dental entre os dentes, ou utilize um palito ou uma pequena escova interdental para retirar as partículas de alimentos e a placa bacteriana nos locais onde a escova não chega. Termine com um elixir, por exemplo CB12, para um hálito fresco e duradouro. O CB12 previne a causa do mau hálito ao neutralizar os gases sulfurados em vez de se limitar a disfarçar os sintomas. Foi comprovada a sua eficácia durante, pelo menos, 12 horas1. Para além desta rotina diária, não se esqueça de fazer uma revisão e uma limpeza com o dentista ou o higienista, pelo menos uma vez por ano.

1 Thrane et. al., Dental Health, Zn and CHX mouthwash is effective against VSCs responsible for halitosis for up to 12 hours, (2009) 48 (3):8-12


Açúcar, ácidos e higiene oral

O açúcar é o combustível de eleição para as bactérias produtoras de gases que existem na sua boca. Quando estas bactérias se alimentam de açúcar, produzem ácidos que contribuem para as cáries dentárias. Além disso, o açúcar permite que elas se reproduzam rapidamente e formem uma placa nos seus dentes e gengivas, o que contribui para o mau hálito. Cortar nos doces e nas comidas e bebidas açucaradas ajuda a melhorar a saúde oral e contribui para um hálito fresco e uns dentes saudáveis. As bactérias que provocam o mau hálito também se desenvolvem com os alimentos e bebidas ácidas como, por exemplo, sumos de citrinos e sumo de tomate. Se sofre de mau hálito, tente não beber mais de um refrigerante ou sumo de fruta por dia e utilize sempre uma palhinha para minimizar o tempo em que os ácidos estão e contacto com os seus dentes. Depois de comer ou beber espere pelo menos uma hora antes de escovar os dentes, principalmente se tiver ingerido uma coisa açucarada ou ácida. E, embora as pastilhas elásticas sejam muitas vezes promovidas como uma solução para o mau hálito, deverá certificar-se de que não contêm açúcar. O sabor a menta pode disfarçar o mau hálito durante algum tempo, mas a longo prazo o açúcar irá agravá-lo. Escolha preferencialmente produtos sem açúcar, com o adoçante natural xilitol, como o CB12 boost, uma pastilha elástica que pode ser utilizada como complemento ao enxaguamento com CB12.